Mudada?

Digo que não sou mais aquela garota. Digo que mudei. Digo que estou diferente.

Mas estou?

Sou insegura. Sim, a carcaça é nova, o exterior está calejado. Mas não sei o quanto mudei por dentro.

Fiz aquela tatuagem pra lembrar. E eu lembro. lembro do que fiz, mas também lembro do que pensei em fazer. Semana passada. Ontem. Hoje. Seria tão fácil desistir.

E por um momento, eu desisto. Me agarro ao volante, ao edredom, à tatuagem no antebraço. Quero gritar, morrer, fugir, botar tudo pra fora em lágrimas e bile.

Mas aí vem as palavras, cravadas na pele, marcadas no papel ou soltar ao acaso pelos lábios de um estranho. E as palavras... ah, as palavras salvam.

Elas me salvam todos os dias.

É, talvez eu tenha mesmo mudado.

Só preciso acreditar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Larissa Siriani | Copyright © Design por Naiare Crastt • Mantido pelo Blogger