Como fazer pedidos de parceria

Blogs literários e pedidos de parceria são uma constante no meu trabalho como autora - assim como, tenho certeza, acontece com praticamente todo autor nacional. Blogs e canais literários, em suas mais diferentes facetas, são os grandes aliados na hora de nós, autores iniciantes, divulgarmos nosso trabalho. Uma parceria bem realizada rende frutos muito bons para ambos os lados; o autor se torna mais conhecido, e invariavelmente consegue mais leitores, e o blogueiro ganha mais prestígio ao realizar um bom trabalho, invariavelmente angariando mais visitas ao seu site e, provavelmente, novas parcerias.

Mas com o passar dos anos, venho notando um despreparo cada vez maior por parte dos blogueiros iniciantes, bem como dos autores, na hora de buscar, oferecer e firmar as ditas parcerias. Sem discutir aqui os motivos por trás de cada um (porque, sério, essa discussão vai longe e não vem ao caso aqui), o que eu vejo é um imenso desrespeito de ambas as partes para com o trabalho do outro. Valorizar seu próprio trabalho é fundamental, sim, mas lembrar de valorizar o trabalho alheio também é imprescindível para que tanto a literatura quanto os blogs consigam crescer em conjunto. E é aí que eu tive uma ideia! Lembrando do meu já antigo Manual de Bons Modos, por que não fazer um guia simples pra ajudar o pessoal a pedir parcerias de uma maneira mais educada e eficaz?

PARA OS BLOGUEIROS

- Lembre-se de sempre, S E M P R E pesquisar sobre o autor que você pretende ter como parceiro. Isso inclui saber quais livros ele já publicou, olhar no seu site se ele realiza parcerias e saber de que formas você pode ter acesso ao trabalho dele. Um autor que só publica e-books, por exemplo, terá um jeito diferente de realizar parcerias, e é importante se preparar para essa possibilidade.

- RESPEITE O ESCRITOR. Você pode fazer isso de maneiras básicas, como não mandando e-mails idênticos para todos os autores que te interessam, personalizando o e-mail com o nome dele e dizendo os motivos pelos quais se interessa pelo trabalho dele. Além de respeitoso, isso também mostra ao autor que você está de fato interessado no trabalho que ele produziu, e não em ter um livro pra ler.

- Apresente dados sobre o seu blog ou canal. Mande o link, fale sobre números de acessos, ou, se for um veículo pequeno, fale sobre o engajamento da sua audiência. PREPARE UM MEDIA KIT. Dê ao autor motivos para fechar parceria com você e lembre-se que um dos principais requisitos quando a gente pensa em divulgação ainda é a questão visibilidade. Isso não significa que blogs pequenos não tem chance, só quer dizer que informação é a alma do negócio.

- Não mande seu endereço no primeiro e-mail de pedido de parceria. Apenas... não faça isso.

- E, sob hipótese nenhuma, envie um e-mail encaminhado e/ou com cópia para vários autores diferentes. Sério. Não.



PARA OS AUTORES

- Pesquise os blogs que te interessam. Certifique-se de que aquele site que você tanto ama resenha livros do seu gênero, pra não dar bola fora. E nunca, N U N C A saia enviando livros sem entrar em contato com a pessoa antes, mesmo que você tenha os dados da caixa postal dela. Receber livros é legal, mas isso não é garantia nenhuma de que você será lido. Se o seu intuito é uma parceria mesmo, com resenha e divulgação, CONVERSE! Mande um e-mail. Não custa nada.

- Quando entrar em contato, certifique-se de dizer de onde conhece o blog, porque gostaria de firmar parceria e as maneiras em que pode ajudar. RESPEITE O TRABALHO DO BLOGUEIRO. A galera rala muito pra fazer uma coisa legal.

- Se for abrir chamada para parcerias, deixe bem claro quais são as condições e as suas expectativas. Você tem todo o direito de só querer blog com um número X de acessos, ou de exigir uma resenha em 30 dias, mas o blogueiro também tem o direito de saber quais são as condições antes de se inscrever e decidir se pode cumpri-las ou não. Às vezes o que falta de tempo sobra de interesse, e você pode acabar firmando parcerias que não darão certo por pura falta de comunicação.

- BLOGUEIRO NÃO FAZ MILAGRE! Ou ainda, NINGUÉM É OBRIGADO A GOSTAR DO SEU LIVRO. Não seja o tipo de autor que exige resenhas positivas, uma super divulgação em outdoors e que não tem noção do quão trabalhoso ter um blog é. Novamente, respeite o trabalho dos blogs, e converse com os seus parceiros pra que todo mundo possa tirar o melhor da parceria. Não seja um autor mimizento.


Espero ter sido útil! Sintam-se livres para fazerem considerações a mais aí nos comentários!
Até mais ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Larissa Siriani | Copyright © Design por Naiare Crastt • Mantido pelo Blogger