O adeus

Despedidas são difíceis. Sempre são. A gente acha que está pronto, que está vacinado, mas nunca está.

É difícil chegar em casa e ver um espaço vago onde as suas coisas costumavam ficar. A sensação de vazio me enche toda vez que olho pra onde você costumava ficar, e as vezes é insuportável.

Ninguém nunca está pronto pra dizer adeus a alguém que se ama, a alguém que esteve com você por mais de uma década. Não sei por quanto tempo vai doer. O que ficam são as lembranças boas. O sofrimento - o seu, em especial - acaba. A vida continua. E, seja onde for, um dia a gente se encontra de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Larissa Siriani | Copyright © Design por Naiare Crastt • Mantido pelo Blogger